btnHelp



Noticias

Curso de Mestre de Obras - Aula inaugural
A aula inaugural do Curso de Mestre de Obras no SINTRIVEL aconteceu na segunda-feira 17/06/2013, com a presença de diretores do sindicato e responsáveis pela Atlantis Treinamentos, empresa que vai desenvolver o curso. Quarenta e cinco trabalhadores se inscreveram para o curso, com o objetivo de ampliar seus conhecimentos na construção civil. Todos os participantes são associados ao SINTRIVEL e trabalham com carteira registrada nas empresas do ramo em Cascavel. É a primeira vez que acont
Curso de Mestre de Obras começa hoje no Sintrivel
A imprensa, com frequência, elabora reportagens sobre o paradoxo da construção civil: desempregados x falta de mão-de-obra qualificada. Preocupados com esta realidade os diretores do Sintrivel decidiram criar uma oportunidade de qualificação para os trabalhadores e pela primeira vez promovem um curso de Mestre de Obras para seus associados. O curso começa hoje, 17/06/2013, quarenta trabalhadores frequentarão aulas teóricas e práticas de aperfeiçoamento na construção civil. O pré
Reunião diretoria Fetraconspar 13.06.2013
A Diretoria da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário do Estado do Paraná (FETRACONSPAR), presidida pelo companheiro GERALDO RAMTHUN, esteve reunida hoje (13/06) às 08:30 horas, nas dependências do PIAZITO PARK HOTEL, sito a Rua dos Pinus, n.º 300 em Piên/PR, com a seguinte pauta: 01 - Leitura, discussão e aprovação da Ata da reunião anterior;02 - Relatório de receitas e despesas, doações, aplicações financeiras e saldos
Governo tranca discussão de novo fator previdenciário
Discussão que interessa diretamente a aposentados e pensionistas, a discussão do fim do fator previdenciário no Congresso tem sido trancada pelo governo. O projeto que trata do assunto está pronto para ser votado em plenário na Câmara, já recebeu nove pedidos de inclusão na ordem do dia, mas até agora líderes governistas têm conseguido segurar a votação. O fator é um cálculo das aposentadorias por tempo de contribuição e idade, sendo criado para equiparar a contribuição do
Centrais consolidam posição unitária sobre terceirização
Reunidas na manhã desta segunda-feira (10), na sede da UGT em São Paulo, representantes das cinco maiores centrais sindicais do país (CUT, FS, UGT, CTB e NCST) definiram uma posição unitária sobre o projeto de terceirização em debate no Congresso Nacional. Por Umberto Martins*, da CTB Projeto de Lei 4330 O tema será debatido nesta terça, 11, em Brasília, durante a primeira rodada da Mesa de Negociações aberta e também está na pauta da Comissão de
Paraná Oeste: Oracildes reassume o Sintrivel e luta por reajuste de 15%
  Após seis meses de afastamento, Oracildes Tavares reassumiu as funções de presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de Cascavel e Região (Sintrivel). E seu retorno se dá em um instante de grande importância para a classe, que discute com o Sinduscon (patronal) as bases para a Convenção Coleti
Homem cai de telhado e morre em Cascavel
Reportagem publicada no Portal Catve:  
Máquinas de pequena empresa não podem ser penhorados
OBJETOS DE TRABALHO Por Jomar Martins A impenhorabilidade dos instrumentos de trabalho é uma cláusula protetiva que preserva o trabalhador autônomo, pessoa física, que tem na profissão o seu sustento e o de sua família. A jurisprudência, no entanto, aceita a aplicação para as pessoas jurídicas, desde que se trate de empresa de pequeno porte e que os bens sejam imprescindíveis à manutenção da sua sobrevivência.Amparada nessa fundamentação, a 3ª Turma do
TRF-1 permite desaposentação a segurado do INSS
INTERESSE PÚBLICO A desaposentação não contraria o interesse público e pode ser pleiteada em manifestação unilateral do administrado. O entendimento é do desembargador federal Néviton Guedes ao analisar recurso de um segurado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que requeria a desaposentação.Na 1ª instância, a ação foi julgada improcedente. O segurado recorreu ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região alegando que na qualidade de segurado do INSS pode r
Construtora é condenada por não fiscalizar uso de equipamentos de segurança
Quando o assunto é acidente de trabalho, o empregador deve, além de fornecer os equipamentos de proteção individual (EPIs), fiscalizar o uso correto dos aparelhos e dos maquinários utilizados pelos trabalhadores para se isentar de qualquer responsabilidade. O entendimento, firmado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (AM), foi confirmado pela Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) durante julgamento de processo de um trabalhador que teve parte da mão mutilada